quinta-feira, 6 de julho de 2017

Cinema e Arte Rupestre

 Estas pinturas rupestres (ver fotos abaixo) se encontram na região dos Campos Gerais, no município de Jaguariaíva-Pr. (ver matéria a respeito no link abaixo:
http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/desenhos-de-um-parana-bem-antigo-9a92iy00qldgqmd8pq9cdz5fy). Fui visitar o local com o intuito de conhecer principalmente as artes rupestres que, por segurança, mantêm-se propositalmente ‘’escondias’’, existindo a preocupação de serem danificadas (algo muito comum no Brasil, Niède Guidon que o diga) já que um excessivo número de turistas sem conscientização levaria a este risco eminente, ou seja, se perder algo ainda pouco estudado (poucas universidades visitaram o local). Por ‘’sorte’’, o acesso é difícil, quase impossível de se chegar sem a ajuda de um guia.
 Mas o que esta minha visita tem a ver com a Sétima Arte?
 Muit@s estudios@s, nas mais variadas áreas, tecem hipóteses ou mesmo teorias de que nossos antepassados do Paleolítico e Neolítico já construíam narrativas representando a imagem em movimento através das pinturas rupestres (ver interessante matéria neste link: http://www.superinteressante.pt/index.php/historia/artigos/635-cinema-pre-historico
e a partir das fotos que aqui publico, podemos citar algumas obras cinematográficas sobre o período pré-letrado da humanidade, com dois clássicos e um documentário não tão conhecido.
 Possivelmente o filme que me tenha aguçado (desde criança) o gosto pelo cinema tenha sido 2001: Uma Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick, 1968), pois quando as cenas iniciais da obra remetem à ‘’Aurora do Homem’’ (humanidade) e na sequência primordial em que um de nossos longínquos antepassados desenvolve consciência, transformando um pedaço de osso em arma e a cena em que arremessa para o alto a ‘’arma-osso’’ e esta se transforma em uma nave espacial... talvez sendo a mais incrível elipse da história do cinema.
 Outra obra, que apesar de conter alguns equívocos pré-históricos (o convívio de diversas espécies de hominídeos de variados períodos distantes) é A Guerra do Fogo (Jean-Jacques Annaud, 1981), filme bem recebido pelas turmas-tanto do ensino fundamental como do médio-e se bem contextualizado, rendem boas atividades e debates (Cineclubismo e Educação ver mais neste blog).
 Encerrando (ou continuando) milhares de anos de história humana, indico a Caverna dos Sonhos Esquecidos (Werner Herzog-2010), documentário que retrata de forma magistral as pinturas na caverna de Chauvet, França.
Enfim, três filmes para se trabalhar em sala de aula ou delirar com a incrível capacidade intelectual humana desde tempos imemoriais...
Prof. Cássio Marcelo de O. Alves.










quinta-feira, 30 de março de 2017

Cinestêncil

A atividade cineclubista no meio educacional atuando com outras formas de arte... Aqui vemos fotos de trabalhos realizados pelos estudantes participantes de uma oficina (por mim ministrada) introdutória a técnica de estêncil, realizada após a exibição de obras de Charles Chaplin. 
Cine Canelão em Ação!
 Cineclubismo no ambiente escolar proporcionando entretenimento e conhecimento.

Prof. Cássio Marcelo de O. Alves.



terça-feira, 4 de outubro de 2016

Cine Canelão em Ação! Nova exibição cineclubista.

O Colégio Estadual do Campo Nossa Senhora das Graças (Canelão), localizado na área rural de Itaperuçu (Região Metropolitana Norte de Curitiba) irá receber mais uma mostra nacional. Cineclubismo contribuindo com a educação pública.
Ver mais no link:

https://www.dropbox.com/sh/egd6jj8jlbg0qqa/AABOK5ZUNsT5ObmbuxQgppQka?dl=0

Prof. Cássio Marcelo de O. Alves.

terça-feira, 19 de julho de 2016

A (não) preservação dos cinemas de rua.

 Dois exemplos de prédios históricos no Paraná, com usos voltados para a cultura, porém, um deles está em desuso e outro sendo restaurado.
 O Cine Teatro Plaza trata-se de um dos últimos cinemas de rua ainda ‘em pé’ no Estado, poderia estar sendo utilizado como importante bem cultural para a cidade de Maringá, mas permanece degradado e ameaçado pelo abandono.                                                                                                                                                           (Mais informações em: http://www2.maringa.pr.gov.br/cultura/?cod=teatro/5 e http://maringa.odiario.com/maringa/2014/01/campanha-pede-revitalizacao-do-cine-teatro-plaza-de-maringa/797349/)

A outra foto (noturna-minha autoria) mostra a restauração do antigo quartel do Exército Brasileiro na Rua Riachuelo, em Curitiba, que dará espaço a um complexo de cinemas de rua com cursos, oficinas e espetáculos voltados para a Sétima Arte.   
                                                                                                                                                              (Ver mais em: http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/cinema-ganha-espaco-na-riachuelo-1iks0yivzyta34qbstyk82fke).


Prof. Cássio Marcelo de O. Alves.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Cachorros na História, Frio e Cinema


 Recuperei a foto abaixo (caixa abrigo) depois de uns três anos, ela foi feita quando passava pelo terminal de ônibus de Alm. Tamandaré, percebendo que servia como proteção contra o frio para os cães que lá residem ( tem uma que adoro), isso me fez lembrar dos inúmeros cachorros (e cachorras) que foram protagonistas nas telas de cinema, entre alguns dos mais famosos estão: Lassie, Rin-Tin-Tin, Benji, Hachiko... chegando a filmes mais fortes como Amores Perros do genial Alejandro González Iñárritu (entre outros).

  Dando uma dica de leitura (em que são citados totoulos-cachorros-famosos na telona), o livro Os 100 Cães que Mudaram a Civilização-Os Cães Mais Influentes da História. (Sam Stall-Editora Prumo).
 E como este inverno será ainda mais rigoroso, espero que os totoulos dos terminais tenham outros abrigos para se protegerem. (Prof. Cássio Marcelo de Oliveira Alves).



sábado, 23 de janeiro de 2016

Cena Marvel

 Existem alguns exemplos de personagens do universo HQ Marvel que foram transportados para a tela do cinema, Homem de Ferro, O Incrível Hulk, Thor, Os Vingadores e Demolidor, entre outros.
Nos idos da segunda metade da década de 1980 (se não me engano) completei este álbum de figurinhas do Mundo Marvel (passei o que restou no scanner) e ele é muito interessante, pois descreve as características físicas (e o poder) de cada personagem, e o legal é que vinha encartado um óculos 3D para ser utilizado na visualização das figurinhas cromo, pena que o álbum não está mais completo, algumas páginas se perderam com o tempo...
 Diante dos restos deste álbum pode-se ter uma noção de como o cinema ainda pode explorar os/as heróis, heroínas e vilões das páginas para a telona.                                                                                                                                                                                                     
Cássio Marcelo de O. Alves.




terça-feira, 20 de outubro de 2015

Cinema e Educação. Duas mostras.

  O Cine Canelão em Ação! do Col. Est. Do Campo Nª Sª das Graças foi selecionado para participar da ação Cineclubes Livres da 14ª Mostra do Filme Livre-2015 e do Circuíto Tela Verde... e isso é uma honra para nossa comunidade escolar, pois, entre centenas de inscritos, nosso cineclube foi contemplado com duas mostras exclusivas.
Duas ações cineclubistas realizadas no mês de agosto envolvendo cinema e educação...
Professor Cássio Marcelo de O. Alves.